Home > Vivencionismo > O professor Vivencionista

O professor Vivencionista

“O papel do professor deve mudar radicalmente. Ao invés de despejar conhecimento na esperança de que os alunos captem alguma coisa, o professor deve, antes de mais nada, se divertir”

Na proposta Vivencionista, quebramos um tabu gigantesco: o de que não há educação sem planejamento. O professor que trabalhe com essa pedagogia deve entrar em sala de aula somente com a vaga idéia do que fará baseado na atividade de conclusão decidida pelos alunos. No entanto, ele deve ter em mente que os caminhos podem mudar caso algum aluno tenha outra idéia e os outros resolvam segui-lo.

Para que o ensino possa acontecer assim, o professor deve ter claramente todos os seus objetivos na ponta da língua e, quando houver oportunidade, desenvolvê-los e aprofundá-los com as crianças.

É preciso que o professor tenha confiança na vida e perceba que o conhecimento humano surge de necessidades básicas e está presente na maioria dos obstáculos que terá de enfrentar com as crianças

Categories: Vivencionismo Tags:
  1. Paola
    December 10th, 2010 at 13:07 | #1

    Sinto-me reconfortada, durante os meus muitos anos de magistério lutei contra os grandes mitos da educação, as datas comemorativas, as notas e provas mofadas pelo tempo…
    O mundo está mudando!

  1. No trackbacks yet.