Archive

Author Archive

A Pedagogia Vivencionista e o intercâmbio de conhecimento

November 29th, 2010 admin No comments

Destacamos esse projeto para mostrar como o Vivencionismo permite que a professora e aos alunos possam experimentar outras vivências além dos livros e apostilas, permitindo inclusive a interação com o mundo lá fora e com outras pessoas fora do dia-a-dia da escola, o que inclui outros povos, nesse caso crianças de uma escola da Índia.

Confira abaixo os detalhes do projeto:

Logo nas primeiras semanas do projeto Índia as crianças do PRE MAX 2 TA (3-4 anos) manifestaram uma grande vontade de conhecer tal país pessoalmente. Para tanto, uma ideia muito enriquecedora veio à tona: que tal contatar algumas escolas na Índia a fim de fazermos algumas amizades e já conhecermos tal país com amigos nativos como guias turísticos?
A viagem para a Índia começou ainda no Brasil. Via e-mail, as crianças escreveram para algumas escolas indianas sugerindo um intercâmbio cultural com crianças da mesma faixa etária. A receptividade que tivemos dos indianos superou nossas expectativas. Logo no primeiro contato, The Indian Heights School, uma escola situada em Nova Delhi, manifestou muita disposição e interesse em nosso projeto, nos mandando um rico material falando um pouco sobre algumas de suas festividades, tradições e lendas, enviando também fotos de tais eventos e desenhos ricamente ilustrados pelas próprias crianças da instituição.
Tal intercâmbio permitiu que as nossas crianças não só ampliassem ainda mais as suas visões, mas também refletissem muito a respeito da sua própria cultura. Quando questionados sobre quais eram as suas tradições, as suas festividades, elas tiveram de refletir sobre a sua própria identidade, delimitando as características do seu próprio povo, incitando a globalização, mas também o patriotismo.
Se por um lado elas se interessaram muito pelo festival Diwali, por outro também estão se dedicando muito para falar do nosso Carnaval com a mesma propriedade. Enquanto os indianos falavam de sua tradição hinduísta e politeísta, as crianças contavam como aqui no Brasil ainda prevalece o monoteísmo principalmente cristão, embora sejamos um país laico de inúmeras vertentes religiosas. Enquanto na Índia as vacas são sagradas, aqui elas praticamente são consumidas todos os dias. Toda essa troca de informações feita de forma muito ética e respeitosa só aumentou ainda mais o interesse de ambas as turmas.
Assim, estimulando as suas próprias criatividades e empreendedorismo, as crianças têm mergulhado em um mundo fantástico onde deuses e monstros de dez cabeças ganham vida, sem esquecer também de botar na nossa mala a nossa querida festa junina, nossa capoeira, nosso tropicalismo.
Nem é preciso dizer o quão divertida e emocionante tem sido essa nossa viagem… e, pelo jeito, muitas milhas ainda vêm pela frente!

Assista ao vídeo produzido pelas crianças do Max para as da Índia

Abaixo algumas fotos do projeto

Desenhos enviados pelas crianças da Índia para as do Max:

Veja as fotos que serviram de inspiração para a confecção dos desenhos. Clique aqui
Leia a mensagem enviada para as crianças do Max: Clique aqui







Categories: Vivencionismo Tags:

Vivencionismo na Conferência Global de Educação 2010

November 11th, 2010 admin 1 comment

A Pedagogia Vivencionista será apresentada na Conferência Global de Educação 2010, mais uma oportunidade para que educadores de todo o mundo possam conhecer os detalhes da metodologia e aprender como ocorre o desenvolvimento dos estudantes.

As palestras acontecerão em dois idiomas, português e espanhol. A apresentação em português será feita pela coordenadora pedagógica da Escola do Max Isabela Silva Caputo, já a em espanhol será realizada pela professora Natasha Destro.

Confira abaixo a agenda das apresentações:

Apresentação em Português:

Isabela Silva Caputo
Data: 16 de novembro
Horário: 21h00 (horário de Brasília)

Apresentação em Espanhol:

Natasha Destro
Data: 19 de novembro
Horário: 10h00 (horário de Brasília)

Resumo das apresentações:

Como educar crianças para que, livre, felizes e motivadas, possam Aprender certas habilidades que se tornarão as bases para o seu sucesso como ser humano? A Pedagogia Vivencionista se baseia na motivação que os alunos têm pelo aprendizado e no significado que este traz consigo para educar crianças não só para a vida, mas também através dela. Com uma pedagogia através da qual a criança tem a liberdade de escolher seus caminhos, aprendendo a lidar não só com o planejamento de seu sucesso, mas também com as dificuldades e frustrações, desenvolve-se um interesse do aluno pelo aprendizado. Muito mais do que ensinar somente conteúdos obrigatórios, essa abordagem visa a formação de pessoas que confiam em si mesmas e, assim, tornam-se aptas a conquistar seus sonhos na busca pela felicidade e pelo sucesso.

As sessões serão gratuitas, transmitidas ao vivo e através da plataforma Elluminate.

Para mais informações acesse: http://www.globaleducationconference.com

Categories: Vivencionismo Tags:

Como treinar a escrita através do vivencionismo

November 3rd, 2010 admin No comments

Como um projeto com tema específico trabalha o processo de alfabetização?

Uma turma de alunos de 4 e 5 anos decidiu democraticamente estudar sobre os vulcões. Depois de responderem às perguntas do mapa, através das quais as crianças descobriram informações específicas como a constituição e a formação do vulcão, entre outras, os alunos decidiram que gostariam de construir um vulcão de argila como conclusão de seu projeto.

Tomada esta decisão, as crianças elaboraram uma lista de materiais necessários para a confecção do vulcão. A lista foi escrita por todas elas, tendo como base o valor sonoro das letras.

Com a elaboração da lista de materiais foi possível trabalhar, além da oralidade, a ampliação das capacidades comunicativas, bem como reconhecer as letras e desenvolver a coordenação motora fina.  O registro da atividade também possibilitou desenvolver a estrutura de frase simples, bem como reforçar o nome, a grafia e o valor sonoro correspondente.

O tema do projeto não interferiu no bom ou mal desenvolvimento da escrita. Ele apenas criou uma necessidade genuína para que a escrita fosse treinada.

Categories: Vivencionismo Tags:

Crianças desenvolvem site

October 27th, 2010 admin 1 comment

A turma do segundo ano do ensino fundamental criou um site durante um de seus projetos vivencionistas.

Ao desenvolverem o projeto “Aquecimento Global”, os alunos perceberam como era importante preservar o planeta e combater o aquecimento global. Para conscientizar as pessoas sobre isso, os alunos decidiram distribuir pelo bairro um jornal impresso com informações uteis para os moradores, mostrando-os como podem colaborar.

Além de terem selecionando as matérias, os alunos agora estão procurando patrocínio para o seu jornal, visto que descobriram que o preço para a impressão, mesmo de pequenas quantidades, é alto.

Enquanto pensavam em uma solução, a turma resolveu desenvolver um site, o “Salvando o Planeta”. Eles decidiram fazer isso porque um site tem abrangência global – ao contrário do seu impresso, que tem abrangência somente local -, o que faz com que as informações que descobriram possam ser compartilhadas com todos e não só com as pessoas do bairro.

O primeiro passo foi descobrir como poderiam montar um site sem precisar de dinheiro com hospedagem. Descobriram como isso era possível com ajuda de um colega de outra turma – que já tinha feito o site Mais Mata Atlântica –, que também os ensinou a mexer no design e a postar os textos. Em reuniões, os alunos discutiram sobre as matérias, os tópicos do menu, como deveriam organizar o site, etc. Os textos variaram entre criação coletiva e individual, e foram todos discutidos em conjunto com a turma.

Com o site pronto e com diversas matérias, fotos, links e vídeos, os alunos decidiram vender o espaço publicitário para conseguirem dinheiro para levar em frente o projeto do jornal impresso.

Categories: Vivencionismo Tags:

Crianças criam empresa em projeto vivencionista

October 22nd, 2010 admin No comments

 

Alunos do terceiro e quarto ano do ensino fundamental estavam estudando sobre “acampamento” nas aulas em inglês. A ideia de acampar como conclusão do projeto surgiu desde o inicio!

O mapa de perguntas foi logo respondido devido à ansiedade das crianças em chegar logo à conclusão e, ao finalizarem, finalmente votaram e decidiram ir para um acampamento.

Assim que descobriram que o preço necessário para se acampar é elevado, as crianças decidiram abrir uma empresa de eventos que se chama “School of Events” – nome escolhido por elas – para arrecadar o dinheiro.

A empresa já está funcionando da seguinte forma: existe o grupo responsável pelo marketing, que está fazendo o site e pensando no que inserir no mesmo, além de pensar na publicidade dos eventos; o grupo responsável pela organização, que está vendo o horário, dia, local e quanto gastaremos para realizar as festas; e o grupo da pesquisa, que está fazendo pesquisa de campo para descobrir o que agrada as crianças da nossa escola para que possamos vender na festa.

A idéia e realizar festas em datas comemorativas a fim de arrecadar dinheiro para o projeto.

A primeira festa que está sendo organizada pelas crianças é o Halloween. Elas estão preparando o material com informações da festa para entregar a Isabela para saber se ela aprova ou não o nosso evento.

Todos estão bastante animados e engajados com a empresa!

Categories: Vivencionismo Tags:

Projeto em conjunto: visita ao Inst. Butantan

October 14th, 2010 admin No comments

A certa altura de seus projetos, depois de desenvolverem o mapa de perguntas e respondê-lo, as crianças do turma do maternal (3 anos) e do Jardim 2 (5 anos) perceberam que estavam estudando o mesmo tema de projeto – Snake, nas aulas em inglês do maternal, e Cobras, nas aulas em português do jardim – assim como, coincidentemente, haviam decidido a mesma conclusão: visitar o Instituto Butantã para ver as serpentes pessoalmente. Logo, as crianças decidiram se juntar para alcançar este objetivo.

Apesar de serem de faixas etárias diferentes, o entrosamento das crianças aconteceu de forma muito espontânea! Por meio de assembléias organizadas por elas, foi discutido como poderiam conseguir o dinheiro para visitar o Instituto. Para tanto, elas decidiram vender bolos de chocolate na escola!

O trabalho foi desenvolvido pela professora Priscila, na Língua Portuguesa, e pela professora Katia, na Língua Inglesa. Ambos os idiomas foram trabalhados simultaneamente, explorando diversas potencialidades como o empreendedorismo, a comunicação, a ética e a matemática.

As próprias crianças desenvolveram todo o empreendimento: levaram os ingredientes, produziram os bolos e decidiram os detalhes da venda por meio das assembleias, nas quais todos contribuíram muito entusiasmadamente! Sendo assim, depois de muita dedicação, elas realizaram a venda dos bolos. Em poucos minutos os pedaços foram todos vendidos!

Após essa primeira venda, porém, elas conseguiram apenas metade do valor necessário. No entanto, para eles, a frustração não durou muito tempo: investindo em uma visão empreendedora, logo eles se mobilizaram e tiveram a ideia de vender pipocas na escola para arrecadar o restante do valor necessário. Para tanto, eles se uniram mais uma vez para decidir como divulgar, produzir e vender as pipocas.

Depois de todo essa trabalho, as crianças finalmente visitaram o Instituto Butantan. Lá elas tiveram a oportunidade de exploraram diferentes espaços, relacionando tais experiências com seus respectivos conhecimentos na área de Ciências estudados durante o desenvolvimento dos projetos. Elas viram serpentes de diferentes comprimentos, cores, espessuras, hábitos, etc., além de verem outros animais como peixes, sapos, aranhas, escorpiões e tartarugas.

As crianças reunidas em assembleia

Categories: Vivencionismo Tags:

Discutindo política através do vivencionismo

September 15th, 2010 admin No comments

Curiosos a respeito de tudo que veem sobre as eleições, os alunos do terceiro e quarto ano do ensino fundamental resolveram desenvolver uma eleição na escola. Além disso, partindo da sua própria curiosidade e do seu interesse, eles puderam aprender bastante sobre a história da política no Brasil.

Quer saber como isso aconteceu? Leia aqui o relatório pedagógico da professora Haryanne, escrito no dia em que as crianças tomaram essa decisão.

Categories: Vivencionismo Tags:

Como aprender a matemática através do vivencionismo?

August 31st, 2010 admin No comments

Para concluir o projeto sobre diamantes, as crianças do E. Max 1 resolveram visitar um museu onde possam encontrar diamantes. Mas, para isso, os alunos precisam conseguir o dinheiro necessário para viabilizar o passeio.

A turma resolveu, para isso, vender pães de queijo e chocolate quente. Foi preciso então somar os valores necessários para o passeio para poderem calcular quanto deveriam vender e quanto deveriam cobrar por cada produto vendido.

Mas isso foi apenas o começo do uso da matemática. Na hora de fazer o pão de queijo, as crianças se depararam com uma questão interessante: como conseguir fazer a maior quantidade de pães de queijo possível em uma menor quantidade de tempo? Para isso, chegaram à conclusão de que seria necessário arranjar os pães na forma de forma organizada para que assim coubesse mais.

Como arranjá-los? Montando fileiras de 3 pães, as crianças preencheram a forma e puderam perceber que, a cada nova fileira, tinham um número total múltiplo de três. Assim, ficou fácil perceber no concreto o significado da multiplicação e montar a tabela de tabuada. Depois as crianças ainda tentaram montar fileiras de 4 pães de queijo, calculando a tabuada do 4.

O aprendizado, dessa forma, surgiu através da necessidade das crianças em maximizar a sua produção. Assim, não foi a professora quem disse que o assunto era importante: as crianças descobriram sozinhas como a matemática e, nesse caso, a multiplicação são importantes.

Categories: Uncategorized Tags:

Entendendo o Vivencionismo

August 23rd, 2010 admin 1 comment

Através do vídeo, descubra como funciona a Pedagogia Vivencionista: conheça, além da teoria, um exemplo de um projeto real.

Categories: Vivencionismo Tags:

Vivencionismo atrai atenções de educadores estrangeiros

August 5th, 2010 admin No comments

Na última quarta-feira, 04 de agosto de 2010, Marcelo Rodrigues, autor do livro Pedagogia Vivencionista, deu uma entrevista em inglês para Steve Hargadon, criador do site americano FutureofEducation.com e de diversas redes sociais sobre educação que envolvem dezenas de milhares de educadores.

Para uma platéia que contou com pessoas de diferentes países, Marcelo começou a discussão perguntando para os outros educadores a questão-base da pedagogia Vivencionista: e quando o aluno quer saber “por que eu devo aprender isso”?

As respostas que os educadores deram foram variadas: porque é importante, porque esses conhecimentos são essenciais, para desenvolver o pensamento, para criar um background cultural, etc.

Assim Marcelo começou a explicar como funciona a Pedagogia Vivencionista: as crianças aprendem porque querem, com a liberdade de escolher o tema dos seus projetos. O autor também explicou como a pedagogia é aplicada na prática na Escola do Max e quais os seus resultados.

As inovações que o vivencionismo trás foram recebidas com surpresa pelos professores estrangeiros, e vários disseram que gostariam de ter estudado assim quando alunos. Durante a palestra, os educadores puderam perceber como é importante a questão de o aluno escolher o tema de seu projeto, sentindo-se, assim, motivado a estudar.

Steve concluiu a entrevista indicando: “esse é um livro que eu recomendo”.

Se você quer assistir também, clique aqui.

Categories: Vivencionismo Tags: